Porque é um luxo ter Dudude conosco

“Compartilho , dou parte, coloco a parte, reparto, parto, e novamente compartilho,e partilho, não me coloco de maneira alguma a questão se é velho ou novo, as coisas velhas que trago comigo me fazem lembrar e relembrar as origens das coisas, um velho ritornello para seguirmos em frente precisamos recuar e avançar trazendo o ontem para existir no presente e assim projetar um futuro perto proximo, pois è no momento que a construção se efetiva de fato, a todo o tempo e assim por diante. Minha pessoa é repleta de coisas velhas, antigas e tais coisas que me fazem perceber o presente, experienciando, experimentando, alterando.Fatalemnte os habitos culturais adquiridos aonde se habita altera a maneira com que partilhamos as coisas, a curiosidade de um espaço a principio desconhecido
Saudações cordiais
Dudude”