“o único gesto possível é este”

A provocação curatorial é um pontapé, um “olhar 43” para as questões emergentes daqueles artistas/trabalhos/obras que envolvem a presença de cinco artistas convidados com os quais suspeitamos um interesse comum nessa direção.

Essa frase vem da lembrança de Bruna Antonelli e tem autor anônimo mas sua autoria é compartilhada pela angústia de muitos artistas do corpo e da cena.

Para esta discussão tão cara a nós dançarinos, estão:

Eduardo Fukushima, ou Du (SP):

Claudia Muller (RJ):

Micheline Torres (RJ):

Gustavo Bittencourt (PR): venho daqui

Erica Tessarolo (SP):

Mais? Comente aí!